sexta-feira, 6 de julho de 2012

Pequeno ensaio sobre a insatisfação do jornalista


A insatisfação está para o jornalista assim como o oxigênio está para o cérebro.

Satisfação é outro papo. Tem a ver com marketing de puteiro, com slogan de saco de pão de padaria de bairro, mas não combina com “ser jornalista”.

Achar que está tudo errado e querer salvar o mundo é ótimo e é muito melhor do que salvar o mundo propriamente, porque salvar o mundo ninguém salva, é utopia, mas querer salvar o mundo, mesmo sendo utopia salvar o mundo, traz uma sensação de incômodo e é essa sensação de incômodo que faz a nossa existência, inclusive como jornalista, valer a pena.

Jornalista precisa estar insatisfeito consigo mesmo. Será que minhas sugestões de pauta não andam meio sem graça? Será que eu não apertei o botão do piloto-automático? Quando você achar o seu texto uma merda, não procure um terapeuta. Nem pai de santo. Corra a um bar para festejar com os amigos. Porque se o seu texto está uma merda é sinal de que você pode fazer melhor.

O descontentamento faz o jornalista se mexer. Não suportar mais trabalhar para a Revista Parafusos e Afins é um aviso de que chegou a hora de escrever sobre música, futebol, gastronomia.

Jornalista é um insatisfeito por natureza. Já imaginou que chatice seria se o jornalista estivesse feliz com os plantões, com a sua pauta? Satisfeito com o espaço para a matéria? Ele iria reclamar do quê? Se existe glamour nessa profissão, esse glamour é reclamar!

O dia em que o jornalista deixar de ser um insatisfeito, melhor fazer qualquer outra coisa. Sei lá, melhor virar publicitário.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.


Curta a página do blog no Facebook aqui.

15 comentários:

Anônimo disse...

Realmente, jornalista é assim mesmo!

Jadnaelson disse...

Lindo texto.mstala

Marina Kessler disse...

adorei o texto Duda! :)

Abidias Martins disse...

Ser Jornalista é ser um insatisfeito mesmo... Um inquieto! ótimo texto Duda!

- Zé Elias. disse...

http://www.youtube.com/watch?v=tojx4kuvVDc (Os Jornalistas - Paródia de As Brasileiras)

Duda Rangel disse...

Agradeço as mensagens. Abraços.

K. disse...

Adorei. hahahahahaha
Só não posso virar publicitária. =]

Mariana Belo disse...

Seriam todos os jornalistas botafoguenses?

Giordano Maçaranduba disse...

Muito bem expresso nosso modo de não-vida!

Maria Fernanda disse...

Não concordo com quase tudo.

reclamar < fazer

Jornalista pode catalisar transformações positivas ao invés de simplesmente achar legal se opor a tudo o tempo todo (embasado na superficialidade habitual da profissão).

Se voce busca "glamour" no jornalismo, aí sim, deveria virar publicitário. Abs

Alessandra Sabbag disse...

Perfeito Duda! Simplesmente real e brilhante! Adoreeeiii!

Ocimar Barbosa disse...

Falou tudo! Tem dia que me sinto um membro do Talibã, pronto pra explodir!
Em outros, tô sussa, um mel extraído de marimbondo!

Duda Rangel disse...

Olá, pessoal. Agradeço a participação de todos, os diferentes pontos de vista. Abraços.

Rita Garcia disse...

Esse texto é perfeito. Você conseguiu me explicar como uma insatisfeita perfeitamente! Show de texto! Parabéns!!

Duda Rangel disse...

Muito obrigado, Rita. Abraços.