sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Poema contra o achismo


O achismo tudo sabe. Não tem dúvidas. É autoconfiante. Arrogante. Teimoso. Tira suas próprias conclusões. Não deve satisfações. Não dá ouvido a ninguém. Vive de aparências. O achismo é cego.

O achismo seduz, envolve. Engana. Cria suas próprias leis. Não tem fundamento, ética. Julga. Condena. Destrói. Se alimenta da preguiça. Da presunção. Da ignorância. Da ingenuidade. O achismo é parasita.

O achismo rima até com jornalismo. Tá sempre na TV. Nos jornais. Na rádio. Na web. Tá na boca dos repórteres. No texto dos repórteres. O achismo é altamente transmissível.

O achismo é inimigo do fato. Da boa apuração. Do checar informação. Adora fofoca. Boato. Diz-que-diz. Aceita meia gravidez. O talvez. O é e não é. O achismo detesta compromisso.

O achismo se acha.

8 comentários:

Buba Lima disse...

Boa, muito boa mesmo!

Luciana Rodrigues disse...

Vejo que a boa formação para um jornalista é essencial!Jornalismo não é achismo.Vou ali dizer o que penso e pronto!Um boa base de Filosofia, Sociologia, Literatura e ,claro, conhecimentos gerais ajuda a desconstruir essa imagem de que para ser jornalista basta falar o que pensa. Antes precisa saber pensar!

@eutogorda disse...

Parabéns! ótimo texto, totalmente sem hipocrisia e cinismo! O achismo corrompe e destrói!

Camilla Gonçalves disse...

Também acho!

Anônimo disse...

Duda, não esmoreça , vai em frente senão quem tá atrás, Ó, te enraba legal. Quem nunca
foi corno que lance a primeira capa. Corno é uma coisa que a gente tá sempre toreando. Eu mesma, corneei, descorneei, investi e me arrebentei....

Duda Rangel disse...

O achismo é um mal que afeta vários profissionais. No caso do jornalista, que trabalha com fatos, mas adora ter opinião pra tudo, o achismo assusta.
Obrigado pelas mensagens. Abraços.

Anônimo disse...

Texto cheio de bla bla bla, mas ainda sim realista. Na EXATA e enxuta linguagem científica o texto ficaria assim: jornalismo = achismo

Heloise Monteiro Vasconcelos disse...

Bom texto! Ao contrário do que disseram, a "enxuta linguagem científica" não é completamente exata quanto ele/ela pensa...quem é especialista ou estuda seriamente a linguagem e as línguas humanas, sabe bem disso.