terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Se o povo da música fosse jornalista


Vanusa – é a repórter que, na hora de fazer a pergunta numa coletiva, mistura política cambial com aumento da violência.

Latino – é o jornalista que adora copiar a matéria dos outros, plagiar, não dar crédito.

Wanessa Camargo – é a moça que só descolou um emprego porque o papai é o dono do jornal.

Gretchen – é a maioria dos jornalistas: precisa rebolar muito para ganhar a vida.

Roberto Justus – é o cara que acha que qualquer um pode ser jornalista.

João Gilberto – é o repórter que pede silêncio geral para fazer uma entrevista, que reclama do ar-condicionado da redação.

Kátia Cega – é a repórter que passa o plantão inteiro dizendo “não está sendo fácil”.

Belchior – é apenas um jornalista latino-americano sem dinheiro no banco.

Gilberto Gil – é o analista econômico que fala um monte de coisa que ninguém entende.

Restart – são os estagiários da revista Glamour.

Sandy – é a colega que celebrizou a frase “é possível ter prazer trabalhando como jornalista”.

Nelson Ned – é o salário do jornalista.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

4 comentários:

Helen Fernanda disse...

kkk Nunca tinha ouvido falar nessa Kátia Cega. Realmente, não está sendo fácil.

Li Melo disse...

Nossa, adorei! Muito bom.

Edigeny S. Barros disse...

Quem disse que jornalista tem vida fácil? Ô, vida 'sufrida'! HAHAHAHA.

Duda Rangel disse...

Nunca foi fácil mesmo. Beijos.