sexta-feira, 10 de junho de 2011

Amar um jornalista é...


Em homenagem ao Dia dos Namorados, republico um post bem "romanticuzinho".



Amar um jornalista é...

Não se importar em passar o Natal sem ele, o carnaval sem ele, o aniversário sem ele.

Ficar acordada até as cinco esperando ele chegar do pescoção.

Empurrar o carro velho dele que sempre quebra de madrugada.

Suportar os amigos dele que não param de falar de jornalismo na mesa do bar.

Tolerar as reclamações de salário ruim, pauta ruim, editor ruim.

Acompanhá-lo em trabalhos free lance no sábado à noite ou domingo bem cedo.

Ler as matérias horríveis dele e dizer que ficaram ótimas.

Achar graça quando ele interrompe a transa para atender o pauteiro no celular.

Ouvir as histórias fantásticas da carreira dele quando vocês dois ficarem velhinhos sem dizer “querido, você já contou isso um milhão de vezes”.

13 comentários:

Emildo Coutinho disse...

Ok, mas tem o lado bom da coisa, não? Minha esposa me mostrou esse texto algum tempo atrás e havia outra parte...

Anônimo disse...

acho que sou uma péssima jornalista, porque dou prioridade para minha vida pessoal e toco a profissional com mão de ferro no que diz respeito a horários. não trabalho mais de madrugada, não paro de trepar por trabalho algum, almoço no horário certo, cuido do meu bem e de mim mesma.notícia que me interessa é a da minha vida e daqueles que amo. só.

Brenda Medina de Quevedo disse...

Ouuuuuuuuuuun que amor, também existe amor que aguenta tudo entre um jornalista *------*

Gabriella Mancini disse...

Prazer em conhecer seu blog, Duda. Sou jornalista e adorei o post. Essa duplinha do Amar É... marcou minha infância pois eu sempre tomava lanche na casa da minha avó, e eles estavam espalhados pela toalha de mesa ensinando `as mulheres como serem submissas, hehe. Bj

raítza disse...

hahahhaha

parabens pelo post =D

Sandro De Gasperis disse...

Olha, namoro com uma jornalista e gostei bastante da brincadeira afinal todos temos problemas né.
O bom humor é sempre a melhor saída.
Parabéns Duda e continue em frente.

Rodrigo Petrillo disse...

Já me acostumei com isso. Te amo muito.

Rodrigo Petrillo disse...

PS.: O comentário acima é para minha querida esposa Ana paula Pedrosa.

Anna Paula Brito disse...

Muito bom esse post, mas depois dessa eu tenho dúvidas se vou me casar... kkkkk

Geferson Henrique Pedro disse...

Fantástico. Estou começando agora na carreira e é exatamente isso.

Duda Rangel disse...

Emildo, neste texto não tinha lado bom, não. Juro que me esforcei para encontrar um, mas não consegui.
Gabriella, legal saber que o post trouxe lembranças boas (ou más) da tua infância.
Rodrigo, ainda bem que você disse que o comentário foi pra tua esposa. Eu já estava pensando que era pra mim.
A todos que escreveram, meu muito obrigado. Abraços.

Cineasta disse...

De acordo com esse texto não tem nenhuma coisa boa em amar um jornalista rss

Anônimo disse...

Perfeito. rsrs

williams tabosa