segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Erro de concordância


Um erro bem comum na imprensa é o de concordância.

O editor não concorda em dar mais espaço para a matéria. Nem menos. Problema do repórter. Se vira, meu amigo. O motorista do carro do jornal não concorda em ir mais rápido para a pauta, afinal a cidade está cheia de radar de velocidade e quem é que vai pagar a multa depois, hein? O entrevistado não concorda com a pergunta. O entrevistado não concorda com os números apresentados pelo repórter. O entrevistado não concorda com mais isso e aquilo. O entrevistado não concorda com porra nenhuma! Fotógrafos não concordam com restrições à sua liberdade de trabalho e, mais, não concordam com restrições orçamentárias que afetam os almocinhos para a imprensa. O jornal impresso não concorda com o bullying que vem sofrendo nos últimos tempos. O deadline não concorda com o fato de vez ou outra eu ter meus bloqueios criativos. Jornalistas geralmente não concordam com a linha editorial dos jornais em que trabalham, mas quem é o mais forte aqui na história? Os namorados e as namoradas de outras profissões nunca concordam com os nossos plantões de domingo. O meu pobre estômago, tadinho, não concorda com minhas refeições regulares a cada seis ou sete horas, mas o que eu posso fazer? O texto bem-apurado, bem-escrito, aprofundado não concorda com o esquecimento a que foi condenado. Ninguém mais o procura, telefona, manda um e-mail. Jornalistas têm a mania de não concordar com nada, principalmente com os demais seres humanos deste planeta que ousam ter opiniões discordantes das suas.
 

Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

5 comentários:

Iracema disse...

Brilhante, como sempre! ninguém concorda e eu sou do contra kkk

João Damasio disse...

Não concordo com tanta discordância...

A viajante disse...

... só discordo de você quando fica sem ir no meu blog.

Duda Rangel disse...

Jornalista adora ser do contra. Abraços.

Andréa Mota disse...

Realmente, meus holerites são de uma discordância total, sem 2000 calorias diárias, sem cigarro na hora do aperto, sem grana para beber. Acredito ter achado o motivo de toda essa negação!