terça-feira, 29 de abril de 2014

10 sintomas da pobreza de um jornalista


1. Ir à pauta de busão para embolsar a grana do táxi.

2. Fazer anotações na mão para economizar folhas do bloquinho.

3. Ir a uma coletiva chata só para garantir o almoço do dia.

4. Esfregar a caneta velha entre as mãos para soltar a tinta ressecada.

5. Passar a madrugada à base de café requentado escrevendo frilas que pagam mal pra cacete.

6. Aproveitar a entrevista com uma dermatologista famosa para perguntar qual o melhor tratamento para olheiras de jornalistas que passam a madrugada à base de café requentado escrevendo frilas que pagam mal pra cacete.

7. Decorar a casa só com presentinhos de assessor.

8. Perguntar ao entrevistado qual a operadora do celular dele para escolher o melhor chip e gastar menos no pré-pago.

9. Vender tudo que é tranqueira no MercadoLivre para conseguir comprar uma máquina fotográfica no MercadoLivre.

10. Usar a mesma calça jeans e o mesmo All Star há anos.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.


Curta a página do blog no Facebook aqui.

3 comentários:

Pedro Amaral disse...

Tu é genial. Parabéns.

Rafael Belo disse...

Da terceira pra baixo já rolou. A primeira eu ia a pé mesmo nos tempos magros de estudante e depois foquissímo. Aliás no busão por falta de espaço escrevia minhas ideia por todo os braços kkk diagnóstico virose, aliás jornalista! abraços bom fim de semana!

Duda Rangel disse...

Valeu, Pedro, valeu, Rafael. Abraços.