segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Eu? Na merda?


Nunca imaginei que iria encontrar Pedro Henrique, jornalista de hábitos refinados e fascinado pelo glamour, na fila da promoção do filme brasileiro do Cinemark a dois míseros Reais.

– E aí, PH, quanto tempo, hein? Pensei que você só ia a óperas...
– Que nada, Duda. Sempre fui um dos maiores apoiadores do cinema nacional.
Fiquei sabendo, por amigos em comum, que o cara tava falido. Não tinha grana nem para a pipoca.

– Como estão as coisas no jornal? Perdi contato com muita gente.
– Não estou mais lá. Decidi sair. Precisava de novos desafios profissionais.
Na verdade, ele tinha sido demitido. Por justa causa.

– E o que anda fazendo?
– Segui o caminho da comunicação corporativa, um sonho antigo.
PH fazia assessoria de imprensa, coisa que sempre detestou.

– Está em alguma agência?
­– Agência? Rapaz, virei um empresário de sucesso. Sou o big boss!
PH tinha uma empresa de um cliente só e nenhum funcionário. Era chefe de si mesmo.

– E teu escritório, onde fica?
– Então, Duda, até pensei em ter um escritório num centro empresarial badalado, mas optei pelo home office, um conceito mais moderno de trabalho.
Mentiroso desgraçado. Não tinha como pagar o aluguel!

­– Pô, PH, a gente precisa se ver mais, trocar umas idéias. Vamos marcar um café.
– Claro, Duda!!! Aliás, eu pago. Fiquei sabendo que você ainda tá desempregado... Bem, a gente se fala.
Até hoje aguardo este maldito café.

5 comentários:

Derla disse...

Nossa Duda eu não me aguento com vc! VC é demais! Muito engraçado! E qual foi o motivo da justa causa do cara?

TetoSolo disse...

Boa pergunta duda, o que ele fez para passar de micro jornalista para micro empresario?
Abc

Duda Rangel disse...

Caros,
Não me contaram o que ele aprontou, mas deve ter sido uma merda das grandes, daquelas que você faz e senta em cima. Como castigo, virou "micoempresário". Abraços.

Ewerton Martins Ribeiro disse...

Não é muito melhor assumir que está na merda do que falar em home office? Ai, ai, esse povo é engraçado demais...

Eliana disse...

Pelo menos você já sabia que ele estava na merda antes de iniciar a conversa!