sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Decálogo do bom jornalista


I. Tenha dúvidas. Quem consulta um dicionário não escreve “exceção” com SS. Verifique a informação com cuidado antes de publicá-la. Quem acha que sabe tudo só faz merda.

II. Por mais que o tempo seja escasso, isso não é desculpa para se acomodar. Corra atrás de histórias curiosas, personagens novos. Fuja dos clichês, das perguntas óbvias.

III. Seja bem-informado, o que não significa ser metido a intelectual. Cultura geral (a útil e a inútil) é essencial. Leia sobre geopolítica e sobre as rainhas de bateria do carnaval.

IV. Não deixe uma matéria importante morrer. Tenha sempre um desfibrilador jornalístico por perto. Desenterre fatos, faça uma exumação de denúncias que caíram no esquecimento.

V. Resista à tentação de viver apenas para ganhar matérias de capa e prêmios Esso. No fim, vamos todos acabar no mesmo lugar: a fila do seguro-desemprego.

VI. Esqueça essa bobagem de quarto poder. Quando o jornalista se acha muito acima do bem e do mal, perde o contato com a realidade. Saia da bolha e vá para a rua.

VII. Não deixe o medo te bloquear. Arrisque, siga seu faro, pergunte, insista, erre, acerte, mude, não tenha complexo de inferioridade. Nossa profissão não permite remorsos futuros.

VIII. Não confie em tudo o que você escuta de uma fonte. Você pode ser usado como repórter transmissor do vírus do boato. Quando o “furo” é grande, o bom jornalista desconfia.

IX. Viva cada dia de sua carreira jornalística como se fosse o último. Até porque, com tantos cortes de emprego nas redações, ele pode ser o último mesmo.

X. Não acredite 100% em decálogos ou qualquer tipo de cagação de regras, principalmente se criados por jornalistas desempregados e com muito álcool no sangue.

20 comentários:

Alexandre Santos disse...

Kkkkkkk!! A última foi demais. Duda, você é foda. Não canso de indicar esse delicioso espaço aos colegas jornalistas. É sempre um brinde.

Abraço!

Wesley Prado disse...

Simplesmente perfeito.
Esse decálogo deveria fazer parte das disciplinas de Introdução ao Jornalismo nas universidades.
[talvez até mesmo para instigar alguém a seguir o 10º "mandamento" e "quebrar tudo" :D]

Rômulo Martins disse...

sempre digo, o melhor humor é o humor ácido rs

Margarete disse...

até publiquei no meu Facebook! rss

Paula Dourado disse...

Descobri seu blog hoje, e digo: sensacional. ótimas sacadas, excelente tom dos posts. Parabéns e viva os coleguinahs de profissão!

Bob Esponja disse...

Excelente post.
Isso deveria ser entregue logo no primeiro de aula para os estagiários (kkk)

Neomisia Silvestre disse...

Duda, adorei teu blog!

Repórter Rafaela de Melo disse...

Adorei! Virei sua fã...

Cris Paulino disse...

kkkk vc sempre brilha nos seus textos.. minha inspiração!!!

CarolBorne disse...

Duda, a última frase do item V: "...no fim, vamos todos acabar no mesmo lugar: a fila do seguro-desemprego", é só para quem ainda tem a sorte de ter carteira assinada. É cada vez mais uma raridade...

Duda Rangel disse...

Alexandre, Wesley, Rômulo, Paula, Bob, Neomisia, Rafaela e Cris, valeu pela participação de todos.
Meg, que legal te ver por aqui e saber que você está toda antenada no Fecebook...rs
Carol, infelizmente, carteira assinada é algo cada vez mais raro hoje mesmo.
Abraços.

CarolBorne disse...

Triste fim... hehehe!

Enzo Menezes disse...

Oi Duda, deviam dar esse texto no primeiro dia de aula do curso. Ou mais pra frente, quando ele puder ser melhor compreendido.

Linkei seu blog no que escrevo, depois dá uma passada por lá.
www.cinemaouvdvd.blogspot.com

abs

Eliana Lima disse...

Adorei o seu blog!! Qto. mais a gente lê, mais fica fã...abraços.

Duda Rangel disse...

Legal, Enzo. Vou visitar o blog, sim.
Eliana, obrigado pelo carinho.
Abraços.

Anônimo disse...

Meu Deus, cada texte seu que eu leio viro maid sua fã! To viciada, esse foi sensacional, minha profissão por baixos e altos que existem você a torna mais bonite e me dá forças para continuar.Näo me vejo mais sem você. Obrigada pela colaboração transparente prestada ao jornalismo!!

Duda Rangel disse...

Muito agradecido, querida anônima.

Veridiane Sander disse...

Não tem como não gostar, curtir e compartilhar seus textos, pois ele mostra realmente a realidade da vida de nós, jornalistas, parabéns...
Que Deus continue te dando sabedoria e inteligência e continue escrevendo esses textos maravilhosos ; )

Duda Rangel disse...

Ô, Veridiane, muito obrigado! :)

Dani Santana disse...

kkkkkkkkkkk... Adorei a última!