sexta-feira, 15 de julho de 2011

Teste para jornalistas: qual o seu nível de vaidade?


Responda às questões e descubra. O resultado está no fim do post.

1) O que você faz quando tem uma matéria assinada na capa do jornal?
A) Mostra o jornal para a família, amigos, para a torcida do Flamengo.
B) Guarda o jornal e, vez ou outra ao longo do dia, dá uma paquerada na capa.
C) Não se ilude. Sabe que, no dia seguinte, aquele jornal vai enrolar peixe na feira.

2) Se alguém de outra área lhe diz que ser jornalista é o máximo do glamour, você...
A) Concorda que é um ser humano especial e pergunta se a pessoa não quer um autógrafo.
B) Agradece meio encabulado: “Nem tanto, nem tanto”.
C) Responde: “Dá uma olhada no meu extrato bancário e depois me diz o que é glamour”.

3) Como você gosta de se vestir na redação?
A) Super descolado e de acordo com as tendências da moda.
B) Sem exageros, mas sempre com a camisa e a calça passadinhas.
C) Tênis sujo, calça rasgada e camiseta do Seu Madruga de Che Guevara.

4) Você gostaria de ganhar um Prêmio Esso?
A) Lógico, eu vivo para isso.
B) Ficaria muito feliz.
C) Caguei para o Esso. Prefiro ganhar a Mega-Sena acumulada.

5) Se alguém lhe pergunta se foi difícil entrevistar o Rodrigo Santoro, você...
A) Diz que foi uma moleza, afinal você é amigão do Rô.
B) Diz que foi difícil, mas que sua boa relação com o assessor do ator ajudou.
C) Confessa que as declarações foram dadas numa entrevista coletiva, com outros 37 jornalistas.

6) Você é um apresentador de TV. Ao sair uma noite para jantar, não é reconhecido por ninguém no restaurante. O que você faz ao chegar em casa?
A) Se entope de Prozac para não cometer suicídio.
B) Acredita que só não foi reconhecido por estar de óculos e boina.
C) Descobre o lado bom do anonimato: pôde jantar sem ninguém enchendo o saco.

7) Ao entrar na área VIP de uma festa, ao lado de celebridades, você...
A) Cumprimenta a Gisele Bündchen (“Gi”) como se fossem íntimos há 20 anos.
B) Faz fotos da festa com seu celular pré-pago para colocar no Facebook.
C) Acha tudo aquilo muito chato e sente saudade do boteco ao lado da redação.

8) Como você reage a uma crítica negativa ao seu texto?
A) Fica puto da vida, afinal como podem falar mal de um texto tão perfeito?
B) Finge que aceitou as críticas e não admite para si que o texto está ruim.
C) Reconhece que o texto ficou mesmo uma merda.

9) Quando algum entrevistado elogia publicamente sua pergunta em uma coletiva de imprensa, você...
A) Faz que não ouviu o elogio e pede para ele repetir o que disse em voz mais alta.
B) Se imagina mais tarde na redação contando o elogio para o chefe.
C) Preferiria ter recebido uma resposta interessante à sua pergunta.

10) Se você é demitido do jornal porque fez uma cagada, você diz aos amigos que...
A) Pediu um ano sabático ao editor para se reciclar. Talvez uma viagem para Viena.
B) Foi vítima do processo de downsizing da redação.
C) Revela que matou Itamar Franco três dias antes da morte oficial.

RESULTADOS

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “A”: O seu nível de vaidade é comparável ao de publicitários loucos para ganhar um Leão de Ouro em Cannes. Você tem certeza que é o fodão, o semideus, praticamente um Arnaldo Jabor. Se liga, mané!

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “B”: Você é vaidoso, sim, mas ainda dentro de um padrão de normalidade. Não é o caso de você ser encaminhado ao consultório de um psiquiatra. Só tome cuidado para não pular para a letra “A”, ok?

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “C”: Você é o jornalista-Amélia, aquele que não tem a menor vaidade. É um tipo raríssimo, mais difícil de ser encontrado do que jornalista que não reclama ou jornalista que ganha bem.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

31 comentários:

Liziane Berrocal disse...

Rindo muitoooo! Poutz, eu não queria ser amélia pow!

Mas é realidade! Gtem, o povo pensa q entrevistar artista é "gramour" heheheh!!!

Lanier Rosa disse...

Eu sou a VAIDADE! kkkkk Mas, segundo o Duda, ainda estou dentro da "normalidade". Se é que existe "normalidade" no jornalismo.
Gostei!

Thiago Peixoto disse...

kkkkk, eu me racho com a ironia nos seus textos, Parabéns meu caro!

JD - João Damasio disse...

Massa, rsrs.
A - 1
B - 3
C - 6
Jornalista-Amélia. Então tá né... O que me salva para o lado dos tipos raros são principalmente estas duas opções: “Dá uma olhada no meu extrato bancário e depois me diz o que é glamour”. e "Tênis sujo, calça rasgada e camiseta do Seu Madruga de Che Guevara."

Giovana Damaceno disse...

Jornalista-Amélia eu nunca fui, mas pra ser poço de vaidade também não tenho talento. Fiquei na letra B.

Silvana Alves disse...

B- Maioria, dentro da normalidade.. fala sério... tome cuidado para não pular para a letra A... eu achava ser amélia....kkkkk #adoro

Carolina Serpejante disse...

Amélia, sempre. To cagando para o Esso, morro de saudade do boteco ao lado da redação e glamour é o caralho.

rodolfolima disse...

HAHAHAHA.. MTO BOM ESSE POST!!

ESTOU ENTRE "NORMALIDADE" E AMÉLIA!! SENDO MAIS PRA NORMALIDADE!!!

CONCORDANDO COM A AMIGA ACIMA.. SE É QUE EXISTE NORMALIDADE NO JORNALISMO!! KKKKKK

Giselle disse...

Nem sou jornalista, mas já vi que posso ser o tipo Amélia, heuheuhe.

Greicimila Mendes disse...

Legal o resultado. 2A, 7B e 1C. É, Amélia não tenho vocação mesmo. Sei lá, ainda tenho esperanças de ganhar bem um dia. Mas tbm não vou virar uma convencida porque odeio esse tipo de gente, independente da profissão. Fico no meio termo, como na maioria dos testes que faço.

Saulo Novaes disse...

Jornal não tem capa, tem primeira página. Quem tem capa é revista!

Giselle disse...

ki booom

Cor de Rosa e Carvão disse...

hehehehe. comecei o teste já sabendo que não seria vaidosa. Amélia é bem a minha cara mesmo. mas, tô achando que tu o tipo raro de jornalista já não é tão raro assim... hehehehe.

Jéssica Trabuco disse...

Muuuuuito bom!
RI horrores :D

Gabriel Birkhann disse...

Não sou um jornalista formado,sou um blogueiro.Deram 6 "B" e 4 "C",nenhum "A" e olha que fui sincero,hehe.

Anônimo disse...

Caraca!, como tem jornalista modesto comentando neste site. Esse tipo que se encaixa na letra A é deve ser devaneio do autor

dpiresmont disse...

Não sou do ramo, mas se tivesse que optar entre entrevistar uma celebridade e um bom jornalista, sem dúvidas escolheria o segundo.
Primeiro pelo grande desafio, segundo pela certeza de respostas inteligentes e interessantes.

JD Matos disse...

Também fiquei na normalidade...Mas uma vez falei para o meu ex-chefe quando me contrataram, no momento em que ele disse que eu teria que passar em um teste psicológico: Teste psicológico pra quê? Pra confirmar que sou louca?!..rs

Estou gostando muito do seu blog...vou continuar lendo os textos...

Até mais!

Duda Rangel disse...

Obrigado pela participação no teste e pelas mensagens de todos. Fiquei envaidecido com tantos comentários...:) Aquele abraço.

Aline C. disse...

Não me considero vaidosa só por mostrar para os amigos as capas ou matérias que faço há mais de dez anos. Cada nova matéria bacana é motivo de celebração. Fico feliz sim, mesmo sabendo que a carruagem vira abóbora na virada da noite. O importante é fazer o que se ama. E eu amo ser repórter pé no barro.

Duda Rangel disse...

É isso aí, Aline. Pé no barro e pés no chão. Beijo.

João Francisco disse...

.

Green Girl disse...

Não sou jornalista mas adorei e consegui entender um pouquinho deste mundo... rsrsrsr

Rosa Moura disse...

Duda, você mata a gente de rir, rssss. Sou do tipo Amélia.

Camila Castro disse...

Eis mais uma Amélia!
Alguns jornalistas confundem a profissão, querem ser artistas,
ops estrelinhas

HAHAHAHA
Muito bom adorei!

Duda Rangel disse...

Olá, Green Girl, bem-vinda ao mundo dos jornalistas.
Rosa e Camila, queridas Amélias, obrigado pelos comentários.
Beijos.

Cyneida disse...

É engraçado que eu hoje amanheci chamando um jornalista de imodesto e me aparece este teste do Duda..... Eu sou amélia, a do tênis sujo e da camiseta rasgada do Tchê e da que queria a mega sena da virada em lugar do Esso..... Ou seja, uma incompreendida pela classe.

Heloisa Miranda disse...

AHAHAHA.
Desde que comecei a ler o Blog, tenho certeza de que essa é a profissão perfeita pra mim!
Parabéns, incrível seu trabalho!

Cida Leal disse...

Amélia. Incompreendida pela classe.

Duda Rangel disse...

Cyneida e Cida, as Amélias, que vocês encontrem a compreensão da classe.
Heloisa Miranda, brigadão pela mensagem.
Beijos.

Józsa Dávid, profile desatualizado... disse...

Sou um B em decadência...