sexta-feira, 1 de julho de 2011

20 razões para um jornalista de hard news ter uma crise de estresse


1) Ter que escrever um texto de 40 linhas em 5 minutos.

2) Escrever o texto de 40 linhas em 5 minutos com o bafo de café do editor no cangote.

3) Fazer duas ou três ou quatro matérias num único dia.

4) Ser obrigado a ter sacadas originais mesmo fazendo duas ou três ou quatro matérias num único dia.

5) Ver a hora do fechamento bem próxima sem ter o retorno telefônico de uma fonte importante.

6) Em seu plantão, temer que a qualquer momento uma desgraça (queda de avião, rebelião em presídio, enchente) pode acontecer.

7) Ser chamado pelo chefe do plantão para cobrir a desgraça que, enfim, aconteceu.

8) Estar sempre preocupado em dar e não tomar um furo da concorrência.

9) Levar vida de pediatra (24 horas por dia com o celular ligado para emergências) recebendo salário de repórter.

10) Precisar voar para uma pauta.

11) Precisar voar para uma pauta e pegar um puta trânsito no caminho.

12) Precisar voar para uma pauta, pegar um puta trânsito e perceber que esqueceu o gravador apenas ao chegar ao local.

13) Não chegar a tempo para a pauta depois de um vôo cheio de turbulências.

14) Mal ter tempo de almoçar, respirar, cagar.

15) Não ter hora para sair da redação à noite.

16) Perder a apresentação de balé da filha num sábado à tarde por estar trabalhando.

17) Suportar entrevistado que adora se estressar com jornalista.

18) Trabalhar em uma editoria que odeia.

19) Viver com medo de perder o emprego para um repórter mais jovem e (ainda) sem crises de estresse.

20) Saber que se errar será punido. E se acertar receberá, no máximo, um singelo tapinha nas costas.

23 comentários:

Breno Barros disse...

Essa #5 era a mais irritante pra mim.

Camilla Lima disse...

hahahaha
*.* Amo-te loucamente, apesar de n saber de sua aparência física, afinal nesse mundo internetico vc pode ser um velho barrigudo que resolveu aderir (COM SUCESSO! =D) a ferramenta BLOg ou ser um garanhão gato, lindo, gostoso q resolveu criar um tal de Duda Rangel... hahha
#serio Muito bom!

Monique Bittencourt disse...

Sensacional, Duda. Essa é a primeira vez que escrevo aqui. Acompanho muda todas as descrições hilárias que são comuns à minha vida.
Sem dúvida, "Ser obrigado a ter sacadas originais mesmo fazendo duas ou três ou quatro matérias num único dia" é muito estressante.

Mas acrescento um item: "Ter de ouvir assessores imprensa insistindo que suas pautas de cultura, gastronomia ou moda são sensacionais para seu jornal de CIDADES, é muito chato!

Liziane Berrocal disse...

9) Levar vida de pediatra (24 horas por dia com o celular ligado para emergências) recebendo salário de repórter.


Já dei uma resposta dessas para um conhecido. ME ligou insistentemente na minha folga e eu falei: "Tava dormindo"
Ele falou:
- Jornalista tem que ser q nem médico, não pode dormir!
Eis q eu respondi:
- Claro, o dia que eu receber o mesmo salário fico acordada feliz!

Priscila disse...

Liziane mandou bem na resposta.
De fato, jornalista nunca é reconhecido. Também pudera, numa profissão onde nem o diploma é valorizado, que dirá o profissional.

Triste paixão essa a nossa.

TOM PAIXÃO disse...

tirando a 18, que é de doer, o resto tirei e tiro sempre de letra. detalhe: sou doido de pedra

Ronise Vilela disse...

O item 18 definitivamente é um massacre. Pior que o piso da categoria

vannn disse...

3, 5, 7, 9, 11, 14... definitivamente os piores!!!

Duda Rangel disse...

Tem jornalista que fica mais estressado ainda só de pensar que pode parar na fila do SUS se tiver uma crise de estresse na redação.
Camilla, valeu pelas palavras tão meigas, mesmo não conhecendo minha aparência física...rs
Abraços a todos.

JD - João Damasio disse...

uuii.. até arrepiei ao ler certos tópicos.

Carlos Henrique disse...

Esse homem é o próprio jornalismo rsrsrsrrsrs. Parabéns, Duda, conhece bem a nossa rotina diária... Realmente fazer de um fato chato e com pouca informação um texto de 40 linhas, e ainda mais em tempo recorde é um suplício!!! Quanto a esse negócio de assessoria (já trabalhei lá), às vezes o chefe empurra pra a gente fazer e vender uma pauta fadada ao fracasso... É constrangedor o contato com as redações tentando vender feijão preto como se fosse caviar!!!

Carlos Henrique disse...

Mas o bom (ou o ruim) é que a gente esquece esses ossos do ofício e continua seguindo... ou pelo menos acreditando q é o destino mesmo, afinal, ninguém tem coragem pra enfrentar vestibular de novo, né? E também em nenhum curso a gente encontra amigos e aulas como as nossas rsrsrsrss

Paulo Júnior disse...

Trabalho em um suplemento de cultura e comportamento, mas dou plantão em Cidades (¬¬). O que mais me assusta, obviamente, é que dê alguma merda num fim de semana! haha Genial, Duda!

Cor de Rosa e Carvão disse...

Olha, com ou sem estresse, a pior das situações ainda é a 17. Essa me faz pensar, enquanto esboço aquele sorriso brando para o interlocutor nervoso, por que cargas d'água eu escolhi o jornalismo... Mas depois o mal estar passa.

Daiana Lopes disse...

12) Precisar voar para uma pauta, pegar um puta trânsito e perceber que esqueceu o gravador apenas ao chegar ao local.

essa deve ser foda...
chegar ao local do fato e, perceber que esqueceu o gravador.

Adoro seus textos!
parabéns e sucesso

www.daianavlopes.blogspot.com

Adriana Marcon disse...

Amei tudo o que está escrito aqui...E Liziane... Genial... Abraços!!

Daiana Lopes disse...

12) Precisar voar para uma pauta, pegar um puta trânsito e perceber que esqueceu o gravador apenas ao chegar ao local.

essa deve ser foda...
chegar ao local do fato e, perceber que esqueceu o gravador.

Adoro seus textos!
parabéns e sucesso


www.daianavlopes.blogspot.com

Duda Rangel disse...

Valeu, meus colegas. Que o estresse do dia-a-dia não nos deixe ainda mais loucos. Abraços.

Thaís Santana disse...

19) Viver com medo de perder o emprego para um repórter mais jovem e (ainda) sem crises de estresse.

Pode parar com essa discriminação de estresse por aí. Repórter mais jovem já está tão OU MAIS estressado. É dura essa vida de sociedade da informação, viu?

Ótimo blog! Abs

Duda Rangel disse...

Verdade verdadeira, Thaís. Valeu.

Elisabel Ferriche disse...

Faltou um item: ser assediado moralmente pelo ditor chefe

Elisabel Ferriche disse...

Faltou o item: ser assediado moralmente pelo editor chefe

Duda Rangel disse...

Concordo, Elisabel. Mas isso pode acontecer não só com jornalista de hard news. Bjs.