sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Minorias


O repórter heterossexual de Cultura

– Eu desconfio que o Carlão é.
– Hetero?
– Nunca viram o jeito como ele fala de futebol?
– Ai, que maldade. De repente, ele curte ver as coxas dos bofes.
– Ele sabe o que é impedimento.
– Gente, nada a ver, o Carlão a-do-ra teatro, moda...
– Fachada. Conheço esse tipo de hetero enrustido.


O único assessor de imprensa num BBB só com jornalistas de redação
(Notem como o assessor é discriminado)

(Jornalista 1): Meu voto vai pro assessor, porque numa escala de afinidade é o que eu menos gosto.
(Jornalista 2): Oi, Bial, oi, Brasil, eu vou votar no assessor de imprensa. Tá rolando um estresse aqui na casa. Bial, ele só quer trabalhar até as 6 da tarde da sexta. Não faz nada no fim de semana, não lava um prato, uma cueca.
(Jornalista 3): Hoje, eu voto no assessor de imprensa, porque, na semana passada, ele prometeu dar o anjo com exclusividade para uns três jornalistas. Sacanagem, Bial.


O repórter que recebe a grana do frila sem atraso

– Beto, vai pagar o chope da galera, sim, senhor!
– Peraí. Vamos dividir esse negócio.
– Dividir nada. Você é único da mesa que faz frila e recebe certinho, não é? Tá sempre com a grana.
– Mas...
– Ô, Beto, eu demoro uns três meses pra receber um frila, quando recebo. E ainda me pedem uma porrada de mudança no texto.
– E eu, gente, que só vou receber daquela revista esotérica na próxima lua minguante. Aliás, alguém aí sabe quando é a próxima lua minguante?

2 comentários:

Andreia Rabaiolli disse...

heheheheh...eu me identifiquei com aquela de receber frila meses mais tarde e com uma porrada de modificações. Não tenho clientela esotérica, mas quem souber de alguém assim, tá valendo. Estou na pista para negócio. Como Duda disse, tudo vale a pena quando a assessoria não é pequena! (Mesmo sendo o pagamento tardio). Ai, como eu me identifico com esse perrengue jornalístico. O bônus são as risadas pelo Desilusões. O ônus são as contas, todo santo dia.

Duda Rangel disse...

Oi, Andreia, fico feliz em saber que rolou uma identificação com o texto. E valeu pela visita. Beijos.