segunda-feira, 2 de abril de 2012

Teste: sua relação com o Jornalismo está quente?


Responda às perguntas abaixo e descubra a temperatura de seu amor pela profissão. O resultado está no final do teste.

1) Com que freqüência você faz uma matéria com prazer?
A) 4 vezes por semana.
B) A cada 15 dias.
C) Há muito tempo não sei o que é isso.

2) Ultimamente, você tem variado o local de suas reportagens?
A) Sim. Adoro reportagens em lugares públicos.
B) Vez ou outra faço um povo-fala na rua.
C) Não. Fico só na redação, sempre na mesma mesa.

3) Ao escrever um texto, você:
A) Investe nas preliminares, pensando com carinho num texto criativo.
B) Faz o arroz com feijão de sempre.
C) Não vê a hora de acabar a matéria para ficar livre desta obrigação.

4) Você se considera um jornalista romântico?
A) Sim, valorizo um bom jantar boca-livre à luz de velas.
B) Não sou muito, mas acho meigo receber um presentinho-surpresa de um assessor.
C) Quem consegue ser romântico recebendo o salário que eu recebo?

5) Qual assunto domina suas conversas na mesa do bar?
A) Adoro contar minhas grandes reportagens, elogiar a função social do Jornalismo.
B) Evito falar só do meu trabalho, porque este papinho já está me deixando de porre.
C) Reclamo do editor, da falta de folga, das pautas furadas.

6) Quando lê o blog Desilusões perdidas, você:
A) Acha a vida de jornalista trágica, mas engraçada.
B) Acha a vida de jornalista mais trágica do que engraçada.
C) Não acha a menor graça nessa trágica vida de jornalista.

7) Você costuma provocar ciúmes no Jornalismo?
A) Nunca. Acho essa coisa muito adolescente.
B) Às vezes ameaço começar uma faculdade de Direito.
C) Claro, vivo dizendo que a carreira de funcionário público está dando em cima de mim.

8) Quando percebe que alguém sem diploma está flertando com o Jornalismo, você:
A) Desce a porrada, afinal não aceita dividir seu amor com forasteiros.
B) Fica na dúvida se deve tirar satisfações com a pessoa.
C) Não faz nada. O Jornalismo que se defenda sozinho.

9) Você se incomoda em trabalhar 14 horas por dia?
A) Não. Adoro viver abraçadinho com o Jornalismo.
B) Às vezes. Podia ter mais tempo para sair com a minha família.
C) Muito. Esse Jornalismo é grudento e possessivo.

10) Você já broxou com o Jornalismo?
A) Jamais, tenho tesão por essa vida dura.
B) Ontem dei uma desanimada, mas juro que isso nunca tinha acontecido comigo antes.
C) Só funciono com estimulantes, como um café bem forte.

RESULTADOS

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “C”: Quando percebemos que escrever uma matéria é tão prazeroso quanto transar com uma boneca ou um boneco inflável, é hora de admitir que o casamento acabou. Busque uma nova paixão.

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “B”: Você precisa apimentar sua relação com o Jornalismo. A coisa tá morna demais. Que tal uma aventura, como fazer uma reportagem especial na rua? Não desista, ainda dá tempo de salvar este amor.

Se a maior parte de suas respostas foi a letra “A”: Sua relação com o Jornalismo está quentíssima. É tanto fogo que você é capaz de fazer quatro matérias num só dia. Sem tirar. E, melhor, sem reclamar. Quer prova de amor maior que esta?

5 comentários:

Andréa Mota disse...

kkkk.. Definitivamente, a única coisa quente aqui é o café. Apesar de ainda rir, lendo este blog, enquanto olho tragicamente para a dispensa vazia. Mas uma coisa ainda me segura nesta vida: ao invés de provocar ciúmes no jornalismo, sinto ciúmes absurdos quando encontro o jornalismo dos outros (o dos empregados!). ¬¬'

Duda Rangel disse...

Oi, Andréa, torço para você encontrar o teu jornalismo. Sucesso.

Julia disse...

Como vai? Estou passando para pedir uma gentileza... Será que você pode me ajudar a divulgar meu site? É um site de marketing digital... Vou agradece muito. Pode ser colocando na barra de sites favoritos mesmo!!

http://marketingdigitalpro.com.br/

Bjuss ótima semana!!

Daniela Vargas disse...

Kkkkk me divirto aqui! E acabo de me descobrir "re-apaixonada" pelo jornalismo!

Duda Rangel disse...

Que bom, Daniela. Beijão procê.