quarta-feira, 3 de outubro de 2012

10 coisas para o jornalista fazer antes do fim do mundo (21 de dezembro tá quase aí)


1. Dar um calote geral nas contas. Declarar moratória ao banco, ao próprio pai, ao amigo engenheiro rico e esnobe.

2. Promover festinhas diárias para celebrar o apocalipse. Afinal, se o mundo acabar em dezembro, não vai rolar plantão de fim de ano.

3. Fazer uma megamatéria de denúncia contra o maior anunciante do jornal. Sem temer as consequências.

4. Sentar na cadeira do diretor de redação, botar os pés sobre a mesa e soltar um “Querido, vai se foder. Pode ser?”.

5. Ir a todas as bocas-livres possíveis (e impossíveis).

6. Rir, rir muito, rolar no chão de tanta alegria quando perceber que os números do Ibope do seu programa não param de cair.

7. Dar um abraço sincero em um repórter de redação, se você for um assessor de imprensa. E vice-versa. Ok, não precisa ser sincero, pode ser um abraço falso mesmo.

8. Numa entrada ao vivo na TV, largar o microfone, fazer caretas para a câmera, levantar o dedo médio e dançar o Gangnam Style.

9. Se você ainda não tem, tirar rapidinho uma carteira da Fenaj. Vai que São Pedro resolve te barrar na porta do Paraíso.

10. Invadir o estúdio do Jornal Nacional, roubar o lugar do Bonner e dizer “Boa noite”.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

5 comentários:

A viajante disse...

Você não existe! Mesmo que o mundo não acabe, você continuará muito criativo.

Sorte a nossa... #voutorcerparacontinuartelendonoparaíso

Marisa Matos disse...

Colegas blogueiros, meu blog foi redirecionado para http://poesirios.blogspot.com.br/ :D

Thayanna Sena disse...

Vou pular direto pro último. Preciso dizer boa noite no lugar da Bonner (ou da Patrícia Poeta, que seja) antes que o mundo acabe_ ou que eu seja pega realizando qualquer uma das outras 9 coisas.

Ariana Magalhães disse...

Depois de seu texto, resolvi fazer o exercício do fim do mundo. Nem pensei em trabalho... http://meunomeeh.blogspot.com.br/2012/10/meu-nome-e-fim.html

Duda Rangel disse...

Depois de fazer essas 10 coisas, é rezar para o mundo acabar mesmo em dezembro. Só espero que as profecias dos maias não sejam iguais às profecias da mãe Dinah. Abraços.