sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Casar ou comprar uma bicicleta?


Rádio ou TV? TV ou impresso? Impresso ou Internet? Redação ou assessoria? Esportes ou Política? Cultura ou Economia? Jornal diário ou revista mensal? Hard news ou qualidade de vida? Salário de fazer chorar ou salário de fazer rir para não chorar? Vida de repórter na rua ou vida na redação editando o texto alheio? Dizer que o cliente não pode atender a imprensa porque está em reunião ou porque está viajando? Entrevista por e-mail ou por telefone? Por telefone ou pessoalmente? Bloquinho ou gravador? Publicar ou não publicar? Ser especialista ou cobrir de tudo? Jogar na Mega-Sena toda semana ou só quando for prêmio acumulado? Mandar o chefe de reportagem que suspendeu a folga do fim de semana para a puta que pariu ou simplesmente à merda? Pedir aumento logo de cara ou contar antes que recebeu uma proposta da concorrência para tentar se valorizar? Começar do zero numa nova editoria ou seguir quietinho na sua? Fátima ou Poeta? Ficar sem dormir por causa do TCC ou passar a noite em claro por causa do TCC? Monografia ou livro-reportagem? Uma pós na Espanha ou mudar o corte de cabelo? Começar um curso de inglês pela 23ª vez ou desencanar de vez? Reativar o blog ou não reativar o blog? Até que a morte nos separe do Jornalismo ou até que um concurso público nos separe? Plantão no Natal ou no ano-novo? Viver cheio de dúvida ou ligar o botão do foda-se?


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

7 comentários:

Andréa Mota disse...

Rasgar o cheque na cara do chefe ou só o holerite? Fumar antes ou depois de receber a miséria?

Desculpe. É coisa de gente que recebeu hoje. rsrs


A viajante disse...

Quanta pergunta, moço... melhor não escolher. Parece a dualidade e tensão do libriano, em pleno no inferno astral... abraço!

Jaqueline Oliveira disse...

Nossa o inglês já comecei inúmeras vezes e estudar sozinha é pior ainda, já o concurso é de fato uma boa aposta rsrsr e o pior é ser ou não ser jornalista. Mesmo assim, continuamos sendo. Ótimo texto Duda como sempre me fez rir até...

Mariana Albuqrq disse...

"Salário de fazer chorar ou salário de fazer rir para não chorar?" Ainda prefiro a segunda opção haha ótimo texto!

Duda Rangel disse...

Andréa, entendo o seu drama.
Viajante, sou libriano, cheio de indecisões.
Jaqueline e Mariana, valeu pelas mensagens.
Beijos.

Andressa Aquino disse...

A única coisa que tenho certeza é que: prefiro a Fátima. Fim. Hahaha! ;)

Juliany disse...

Medo do TCC na faculdade ;/