segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Epitáfios de jornalista


Enfim vou poder apurar se existe vida após a morte.

Uma vida dedicada à verdade, à justiça social, à cachaça e a putarias em geral.

Fui dar uma carteirada na porta do Céu.

Este repórter viajou ao Inferno a convite da Capeta Airlines.

Morri na merda, mas feliz.

12 comentários:

Márcia Pilar disse...

Um salve pra nós que aguentamos em vida cada inferninho. E temos o prazer de conhecer os céus a cada reportagem publicada.

A viajante disse...

"E se eu puder falar com Deus...tenho que levar um bloco de notas"...rs

Suyane disse...

Rsrrs Estou me divertindo. Nem mesmo no pós-morte nós, jornalistas, vamos descansar hein?!
Parabéns mais uma vez pelo texto :D

Blog VirandoJornalista disse...

Aeeee...
TODO MUNDO JUNTO MISTURADO!!!
"Morri na merda, mas feliz."

Rarraááááá! B-O-U-A!

Matheus

Duda Rangel disse...

Márcia, vamos do céu ao inferno! Ou vice-versa.
Viajante, não esqueça de falar com o assessor de imprensa de Deus para agendar a entrevista. Ele é muito ocupado.
Suyane, no pós-morte, vamos continuar trabalhando, sem ganhar hora extra.
Matheus, valeu, rapaz.
Abraços a todos.

Anônimo disse...

Em meu Epitáfio estará escrito: "Enfim livre dos malditos assessores" ou "reunião de pauta nunca mais"

Liziane Berrocal disse...

"Reunião de pauta no plano astral. Mando notícias psicografadas como repórter especial"

Anônimo disse...

Ah, pelo menos não estaremos de plantão nesse feriado

Pamela Caitano disse...

Pamela Caitano, psicografando, direto do inferno, para o Jornal X.

Duda Rangel disse...

Agradeço os novos epitáfios. Aquele abraço.

Ocimar Barbosa disse...

Aqui jaz! Mas todos sentirão pauta da minha pessoa!

Duda Rangel disse...

Boa, Ocimar.