sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Toddynho


A modelo e apresentadora da RedeTV! Daniela Albuquerque, que acumula a função de mulher do dono da emissora, descobriu sua vocação para o jornalismo de forma inusitada, como revelou, certa vez, à revista Veja. “Eu estava tomando Toddynho no café-da-manhã. Na embalagem, tinha um negócio que explicava as profissões na linguagem de uma criança. O da minha caixinha era sobre jornalismo. Li e falei: ‘Caramba. É isso que tenho de fazer’. Tem tudo a ver com ser modelo”.

Decisões conscientes como esta me fazem acreditar num futuro promissor para a imprensa brasileira.

10 comentários:

fernando disse...

"Quem não colírio usa óculos escuro"

Gleyci Pamplona disse...

HAAAAAAAAAAAAA tah bom, o que tinha dentro da caixa de tody? Se tivesse escrito em linguagem para "adultos" ela não teria entendido e não seria "jornalista" hoje.
Poxa que pena!

Paulo disse...

Daniela,mulher do Presidente.Luciana,mulher do vice."Rede TV! -a emissora da família."

Ewerton Martins Ribeiro disse...

Eu não posso atirar a segunda pedra, porque no meu caso foi assim: eu queria ser escritor de ficção, mas desde os -3 anos de idade eu já desconfiava que isso não me daria dinheiro algum. Então estava tomando um Toddynho e lendo o jornal e pensei: se eu for jornalista eu vou trabalhar escrevendo, quase como um escritor, e ainda vou ganhar dinheiro! Foi aí que percebi que tinha nascido para ser jornalista.

O problema foi quando descobri o tal do lead, soube que teria que escrever três matérias por dia e vi meu contracheque: descobri que não teria como escrever textos bacanas devido às regras e ao tempo, e que continuaria sem ganhar dinheiro algum. Mas aí já era tarde demais.

The Ideas of a Vintage Doll disse...

Realmente... vestir uma roupa e ir de uma ponta a outra com ela é a MESMA coisa que ser jornalista...

Lanier Rosa disse...

Eu ri... mas não era pra rir. Era para, no mínimo, chorar muito!

smackpot disse...

vergonha alheia vezes mil

Duda Rangel disse...

Caros,
O Toddynho pode até ser inspirador, mas não faz milagres. Mais importante do que a vocação para o jornalismo é casar com um homem rico e com poder na mídia. Abraços do Duda.

Derla disse...

hauauahuhauauhauhauh e eu aqui me matando por uam exclusiva!

Bru Diniz disse...

Daniela Albuquerque é sinônimo de vergonha alheia. Bizarro!