terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Eu voltei!


Após passar uns dias em uma pousadinha vagabunda no litoral paulista – jornalista não tem dinheiro para um réveillon de bacana em Trancoso ou Floripa –, cá estou eu de volta ao blog, com uma puta saudade de escrever. Em 2010, vocês, meus queridos leitores, estão novamente convidados a rir de minhas desgraças. E, como a miséria jornalística já é bastante grande, aqui, neste blog, não precisaremos sacanear os garis.

Este post de retomada fala de pesquisas. A que acabou de ser encerrada – Como jornalista, qual o seu principal sonho para o Ano Novo? – teve uma vitória apertada da alternativa “Trabalhar menos e viver mais, inclusive transar mais”, com 32% dos votos. Se o Lula for esperto, ele aproveita o ano eleitoral e lança um projeto especial só para jornalistas, o “Minha Trepada, Minha Vida”. Poderia ser o maior programa de inclusão sexual voltado a formadores de opinião carentes da história deste País.

A pesquisa teve ainda um empate na segunda posição. Com 24% dos votos, ficaram as alternativas “Arranjar simplesmente um emprego. Vale qualquer coisa” e “Ver meu pobre diploma voltar a ter algum valor”.

A nova pesquisa – Qual será a cobertura jornalística mais insuportável em 2010? – já está no ar. As opções vão da avalanche de matérias sobre o continente africano – afinal, é ano de Copa do Mundo – à campanha eleitoral, passando, naturalmente, pelo centenário do Corinthians. Bons votos e um ótimo 2010 a todos.

4 comentários:

Júlio Castellain disse...

MINHA TREPADA, MINHA VIDA: Isso é que é política pública...
Abraço.

Na Cola da Notícia disse...

Impossível não rir durante a leitura de seus textos Duda. Muito bons. Parabéns pelo blog. Sucesso.

http://www.nacoladanoticia.com

Biah Percinotto disse...

Que bom que você tava sem grana, caso contrário, poderia acabar soterrado em alguma pousada cara .... hahahaha!
Ah e parafraseando o gaiato acima: "Impossível não rir durante a leitura de seus textos Duda. Muito bons. Parabéns pelo blog. Sucesso."

Duda Rangel disse...

Biah, ser um jornalista sem grana também tem suas vantagens, não é? Obrigado a todos pelas manifestações carinhosas. Semana que vem tem mais posts. Abraços.