quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O encantado mundo dos jornalistas


Existe, sim, uma maneira de um jornalista ou aspirante a jornalista ficar rico e famoso. E nem será preciso ganhar na loteria ou fazer o teste do sofá com o editor-executivo. Basta desembolsar 17,99 libras, um pouco mais de 50 reais, pelo jogo “Imagine: Journalist”, criado pela Nintendo para o console portátil DS. O game permite ao jogador “começar como colunista em um jornal local e terminar como um repórter internacional, com seu próprio programa de TV". Isso que é ascensão profissional.

O jogo exige que os participantes realizem tarefas cotidianas de um jornalista (fazer uma entrevista, escrever um texto, apresentar uma notícia na TV). A simulação é tão simples e inocente que qualquer pessoa pode brincar, inclusive os sem-diploma. Apresenta um universo de glamour, em que o jornalista vive cercado de celebridades e encerra a carreira pilotando o seu próprio helicóptero. É um mundo de faz-de-conta, ideal para as crianças criarem as suas primeiras fantasias sobre a profissão. Pobrezinhas!

Se eu fosse o desenvolvedor deste jogo, acrescentaria alguns ingredientes de ação e terror, para dar um tom mais realista à aventura. Do tipo, se o repórter-jogador tomar um furo, terá de correr atrás da concorrência como um maluco, pressionado pelo chefe, sem folgas no trabalho. Se descumprir o deadline e entregar a matéria com atraso, será esquecido na redação, condenado a pautas banais. Se for mandado embora do emprego, será obrigado a lutar por frilas, num mercado de trevas e trocados.

– Duda, você é muito pessimista, me acusou um amigo que ouvira minhas sugestões para apimentar o game. É só um joguinho.

Ele tem razão: o jornalista pode, sim, viver num mundo feliz. Pelo menos, no mundo virtual.

9 comentários:

Ana Lima disse...

'Jornalista' e 'mundo feliz' não combinam na mesma frase.
Eu acrescentaria no jogo uma patroa chata, tipo a Meryl Streep no filme O Diabo veste Prada.
Essa é a minha realidade.

Inovadora seguros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isa. disse...

hahahha
eu iria adorar!

Dani disse...

O mundo virtual é realmente ume spetáculo a parte!

Derla disse...

Adorei! Como consigo um??? Conheço um monte de gente que acha que está nesse jogo, mas na vida real...

Camila Diodato disse...

Se na vida real fosse tudo igual a virtual seria maravilhoso!!!!!!
Jornalista é "muitíssimo feliz", somente no jogo mesmo.

Duda Rangel disse...

Ana, obrigado por apimentar ainda mais o jogo com a idéia da chefe chata e minha solidariedade a você por esta ser sua realidade. :)
Tá todo mundo querendo experimentar este jogo, não? Aposto que é só para realizar o sonho do helicóptero próprio!
Beijos do Duda

João Porto disse...

"A simulação é tão simples e inocente que qualquer pessoa pode brincar, inclusive os sem-diploma".

Hahahaha. Acidez a gente vê por aqui.

Parabéns pelo blog, Duda.

Duda Rangel disse...

Valeu, João. E viva a acidez no humor. Abração.