sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Pequenas histórias de carnaval


História 1: Baile gay, 4 horas da manhã, jornalista de TV batalha entrevista no meio do salão com um folião (ou foliã) ao som de “Cabeleira do Zezé” em altíssimos decibéis.

- Tá curtindo o baile?
- Não entendi (voz de traveco bem afetada).
- Tá curtindo o baile? (quase gritando)
- Se eu tô curtindo o baile?
- Isso. Carnaval tá muito quente?
- Loucura!
- E qual o seu nome, querida?
- Milão.
- Miltão?
- Milão, moro em Milão.
- Não, perguntei qual o seu nome!
- Ah, o meu nome?
- Sim!
- Sharon Cristina (voz ainda mais afetada).
- Primeira vez?
- Minha primeira vez? Foi com 15 anos.


História 2: Sambódromo, 7 horas da manhã, intervalo da transmissão da TV, narrador conversa com o produtor.

- Pelo amor de Deus, mais um café bem forte! Rápido!
- Calma, ainda faltam duas escolas de samba...


História 3: Camarote na avenida, 3 horas da manhã, jornalista de TV desinformado aborda atriz ao vivo.

- Primeira vez que você acompanha os desfiles?
- Não, não, já é a décima vez.
- Curtiu a Portela? É sua escola de coração, né?
- Querido, sou Mangueira desde criança.
- E a novela na Globo, como está?
- (Risos debochados) Gente, tô na Record há um ano!


História 4: Praça da Apoteose, Quarta-feira de Cinzas, fim da apuração, repórter, em meio a outros 32 jornalistas, tenta entrevistar o presidente da escola campeã.

- Uma palavrinha, presidente... Presidente?... Emoção?... Calma aí, gente, sem empurrar! Mão na bunda, não, mão na bunda, não...


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

10 comentários:

Ana Lima disse...

haha... oh delícia de profissão, hein? #fail

Anton Roos disse...

Grande Duda

fernando disse...

Humos, papo-bravo.
www.neuroticoautonomo.zip.net

Belinha_chan disse...

huahauhuahua
Adoro seus posts =D

Bangalô Cult disse...

Meu carnaval já começou bem: primeiro com ese post, depois com a transmissão ridícula (que comentários sem graça de Paulo Henrique Amorim) na transmissão da abertura das Olimpíadas de Vancouver, pela Record.
E ainda terá muito mais com as Escolas de Samba na Globo (rsrsrsrsrsrs)

Erickblog disse...

Tem a clássica "Fecha na Prochaska"

Duda Rangel disse...

Olá a todos. Obrigado pelas mensagens. Os comentários do Paulo Henrique Amorim na abertura das Olimpíadas de Inverno foram de dar medo mesmo. Erick, muito legal a lembrança da frase "fecha na Prochaska". Inesquecível. Abraços.

A viajante disse...

Duda, eu amei sua forma de escrever...já é um jornalista com um senso de humor maravilhoso.
Vou te seguir e quero receber seu currículo! Quem sabe??

Derla disse...

Duda como pode? Você é muito engraçado! kkkkkk

Murilo Melo disse...

"Gente, tô na Record há um ano!" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei! Na Record as pessoas são tão apagadas, que nem seria tanta culpa do jornalista.