quarta-feira, 7 de abril de 2010

5 razões para você não desistir de ser jornalista


1. Convença-se de que ser milionário não é tudo. Pouca gente acumula uma fortuna só trabalhando. O lance é não ser escravo do dinheiro e lembrar que vida de milionário também tem suas chatices. Já imaginou como é foda só poder ir à praia cercado de seguranças, como a filha da Xuxa? Viver a neurose de dirigir um carro blindado? Nada como a liberdade do pobre. Posso ser feliz com a pouca grana dos meus frilas. É possível ter dignidade mesmo bebendo Kaiser e com plano de saúde do sindicato.

2. Saiba que o fim da exigência do diploma não é o fim do mundo. Agora que você já malhou o boneco do Gilmar Mendes no sábado de Aleluia e extravasou toda a sua raiva, respire fundo e comece uma nova etapa em sua carreira. Invista em você, seja diferenciado no mercado e desbanque a concorrência descanudada. Não lamente o tempo que você passou na faculdade. Quem não a cursou jamais saberá o que é uma festinha numa república ou uma partida de truco durante a aula de Sociologia.

3. Perceba quando você não saberia ou odiaria fazer outra coisa na vida. Você acha que vai fazer sucesso como garoto de programa com essa barriga ridícula de chope? Você acha que vai abrir a sua assessoria de imprensa e se tornar um magnata da comunicação com essa sua vocação empreendedora de bosta? Você acha que vai ser feliz como corretor imobiliário se detesta tal profissão? Quando você descobre que o jornalismo está no seu sangue, doe-se a ele, apesar de todos os perrengues.

4. Acredite que ninguém morre de tanto trabalhar. Taí o Silvio Santos que não me deixa mentir. O homem do Baú já passou dos 80 anos, cuida de suas empresas, grava programas na TV, interage com as colegas de trabalho, vai ao Jassa e, quando chega em casa à noite, ainda dá um pega na dona Íris. Ops, acho que exagerei nesta última parte! E jornalista, mesmo com os plantões, tem o privilégio de viver uma rotina sempre nova e muito mais excitante do que a de um burocrata do mercado financeiro.

5. Descubra que ser jornalista tem lá suas vantagens. Quem não adoraria viver e construir a História, saborear experiências reservadas a poucos, ter o poder da palavra, ganhar o elogio de um leitor que adorou a sua matéria? E, principalmente, quem não curtiria um jabazinho, uma viagemzinha, um convite vip e uma boca-livre aqui e ali?


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

Curta a página do blog no Facebook aqui.

49 comentários:

Érico San Juan disse...

Nada como um Duda para animar a classe... parabéns, coleguinhas!

Lays Rodrigues disse...

Feliz dia do jornalista! Sou estudante de jornalismo e, mesmo com todos os contras da profissão, não consigo me ver fazendo outra coisa. Muito bom o blog! :)

Lili disse...

Adorei o post, Duda. De vez enquando é bom lembrar dessas coisas para não desistir, embora eu nunca tenha pensado nisso. Rsrsrs. Parabéns pelo nosso dia. Temos que comemorar!!!

isatogniolli disse...

Parabéns pelo texto!
Acabou indo parar no meu blog! (Mas com os devidos créditos ok?).
Nada como boas risadas e um pouco de otimismo (só hoje né? rs).
:)

Camila Diodato disse...

Muito bom o texto!
Tem momentos que o jornalista precisa realmente se descontrair.
Parabéns e Feliz dia do jornalista.

André HP disse...

Enfim um texto com pontos positivos. hahaha...

Abraço, duda.

Leonardo Ferreira disse...

Grande Duda!

Companheiro, feliz dia do jornalista e parabéns pelos posts brilhantes do seu blog. Sou fã e não perco um, pois sempre leio meus RSS's, sendo o Desilusões Perdidas, o meu preferido para aquecer a leitura na Blogosfera.

Abraço,

Léo

Anaísa disse...

Parabéns aos jornalistas, empregados ou não!
adorei o texto!

Jerfson disse...

Feliz dia do Jornalista a todos!
Dia mais democrático, pois como não precisa de diploma, é dia de todos os brasileiros! rsrsrsrs

Talita Cruz disse...

Feliz dia do jornalista a todos!!

Vc positivo é muito melhor Duda!..:)

Espero passar muitos "dias do jornalista" comentando aqui no seu blog! Hoje como estudante, nos próximos anos, só Deus sabe...rsrs.

bjsss

poros-abertos.blogspot.com

Isa. disse...

o seu melhor texto Duda!
adoooorei!
vou colocar no meu blog ok? com os créditos do texto é claro!
muito bom, e ah parabens jornalista!
beeijos
Isa

Clara Marcília disse...

Eu precisava de um texto desse para dormir sossegada após tantas mensagens desiludidas no Dia do Jornalista! Amo ser jornalista!

Juliana Tavares disse...

Ótimo texto Duda, amei!
A razão nº 3 é a que mais se parece comigo. Mesmo sendo uma pobre estudante, não consigo imaginar a minha vida sem o jornalismo. Definitivamente, essa é a minha paixão.
Feliz Dia do Jornalista e que você consiga um emprego daqueles de fazer inveja, porque talento você tem, e muito. (nossa, falando assim até parece que eu sou a "expert" no assunto, pobre de mim).
Beijos e sucesso!

Jujuh Tavares

juannovaes disse...

Sou estudante de jornalismo.A unica coisa que eu devo saber fazer.Feliz dia do jornalista!
Só o fato de "ter um dia" já me faz feliz...

Susyanne Alves disse...

Ainda não sou jornalista.
Faço Publicidade e vou continuar pagando matérias até ser jornalista também.
O lance do diploma não fez muita diferença pra mim.
Sei muito bem a diferença que faz cursar uma faculdade.
Apoio todas as suas dicas e assino embaixo.

bj

Laís Fernanda Borges disse...

Parabéns Duda pelo texto e parabéns a nós jornalistas :)

não consigo me ver trancafiada num escritório como uma burocrata rodeada de números.prefiro a rotina sem rotina do jornalista: mesmo modo de fazer o texto jornalístico, mas falando sobre coisas diferentes.

Valeu pela injeção de ânimo!

Apoena disse...

Antes desse texto eu ja sabia q minha profissão é a melhor do mundo e não escolheria outra, afinal, onde mais eu poderia usar meu talentos,hehehe!!

Duda Rangel disse...

Queridos,
Fico feliz que vocês tenham gostado deste meu lampejo de otimismo, mas já vou avisando que logo logo voltarei a ser o ranzinza de sempre. Queria agradecer a cada um de vocês pelas mensagens, pelas declarações de amor à profissão, pela divulgação em seus blogs e pelo prestígio. Aos novos leitores, o convite para voltar sempre. Que nosso Dia do Jornalista seja festejado todo dia ou, pelo menos, dia sim dia não. Uma vez por mês? Beijos e abraços do Duda

Anônimo disse...

Ridícula a 5ª razão.
não deve ter estudado ética na universidade.

Catii S. disse...

Parabéns Duda pelo seu dia .Eu já desistir de fazer jornalismo , é uma pena ,mas foi pressão demais da minha vó e minha mãe. E imagine que eu ainda estou no 2º ano .

Feliz dia do Jornalista

Adoro seu blog e seus posts

Sua fã ♥

Beijos

Pabline Felix disse...

Adorei esse texto!
E haja gente para essa profissão "mulher de malandro"!

Abração, Duda!

Erick disse...

Sensacional !!!
Parabéns

Duda Rangel disse...

Anônimo, o problema é que as partidas de truco, que começavam nas aulas de Sociologia, avançavam sempre pelas aulas de Ética. Esse foi meu grande mal!
Catii, não desista!
Pabline e Erick, thanks!
Abraços a todos

Minny.na Cabeça disse...

O melhor de tudo é se sentir parte de um meio que sempre se renova. Ser jornalista é andar em caminhos de pedras...mas que outro caminho trilhar quando se tem olhos na sociedade e vontade de mudança??
Adorei o blog!

KAtheRyNA disse...

hahahahha
os melhores posts estão aqui!
Adoro a maneira bem humorada de falar sobre jornalismo!
Tanto, que mesmo sem precisar do diploma eu ainda quero fazer!

Duda Rangel disse...

Katheryna,
Não desista do jornalismo, apesar de tudo. Obrigado pela mensagem!
Beijo do Duda

@MaíraPalmieri disse...

Pois é Duda rangel..... Há uma Luz no final do túnel para qualquer jornalista que preze a profissão! ;-) rs!

Duda Rangel disse...

Maíra,
Existe uma luz no fim do túnel, sim. Bem fraquinha, bem lá no fundo, mas existe. Beijos.

Paula disse...

Apesar de todos os pesares, eu não seria feliz fazendo nada além de jornalismo, comunicação... Essa é a minha praia, definitivamente! O jeito é os jornalistas se valorizarem, conhecerem e fazerem valer seus direitos!

Ketllyn Fernandes disse...

SIMPLESMENTE PERFEEEITO... Esse ano me formo e confesso, já tentei ser artesã, pintora... mas o tal do jarnalismooooo gruda em mim* ADORO VC'S JORNALISTAS QUE LUTAM, SOFREM, corremd e um lado para o outro, toleram fontes chatas, mas que afinal de contas são o que são*

Mara disse...

Oi Duda, hj é minha primeira incursão no seu blog, que me foi recomendado por uma grande amiga e jornalista. Meus parabéns. Acho que estava precisando de algo assim motivacional..rs. Sucesso!!!

Grazielly disse...

Oi Duda, estou adorando seu blog, até recomendei a alguns amigos. Também sou jornalista, mas depois que formei não consegui emprego na área, mesmo assim não desisti, amo muito essa profissão, mesmo que não dê dinheiro! Parabéns pelo blog. beijos

Duda Rangel disse...

Embora existam outras tantas razões para desistir, a paixão sempre fala mais alto. Sucesso a todos!

Joruni disse...

Eh isso msm. Só faltou dizer que nós não nascemos para sermos malditos, mas sim, para sermos a maldição... Isso é um privilégio de poucas mentes

ThalitaLima disse...

Finalmente algo animador de ler!
hehehe

Duda Rangel disse...

Privilégio de poucos, Joruni.
Thalita, às vezes, sou otimista.
Abraços.

The Carol Truman Show disse...

Se esqueceu de recomendar doses não homeopáticas de álcool!

Cor de Rosa e Carvão disse...

Muito bom meu caro. Parabéns! [Vou propagar teu texto nos meus blogs]

Ângela Toledo disse...

Legal, Duda, suas cinco razões. E tem a sexta, sabia? Aquela que quando tem coffe break, neguinho diz que deve ter bastante comida, porque jornalista é sempre "morto de fome". Claro, a gente vive correndo e sequer tem tempo para comer. Jornalista não come, engole...Parabéns. Vou recomendá-lo (o blog, né?) no almoço, café e jantar..
Ângela Toledo

Duda Rangel disse...

Obrigado pelas recomendações! Abraços.

viagra online disse...

Quem não adoraria viver e construir a História, saborear experiências reservadas a poucos, ter o poder da palavra, ganhar o elogio de um leitor que adorou a sua matéria?

Marcelo Nava disse...

Esse é o jornalista, parabéns

Duda Rangel disse...

Valeu, Marcelo.

Camila . disse...

Ser jornalista é um dos meus sonhos. Não consigo me imaginar fazendo outra coisa e assim podendo ser feliz. Se em algum momento em vem a dúvida, lembro das coisas boas que surgiram na minha vida desde que resolvi iniciar o caminho de um formador de opinião.

Parabéns aos jornalistas!

Ronin disse...

Um dia a gente chega lá, Duda.
E, se não chegar, dane-se. O importante é ser feliz. Jornalismo nos propicia momentos únicos e épicos. E, quem não gosta, bom sujeito não é. Abraços.

Duda Rangel disse...

Camila e Ronin, gostei do otimismo de ambos. Sucesso!

Bruna Fernanda disse...

Não li todos os comentários para saber se alguém já fez essa ressalva, mas... na frase "3. Perceba quando você não saberia ou odiaria fazer outra coisa na vida", o correto não seria "Perceba o quanto você..."?
Abraço!

Thais disse...

Duda, adorei o texto, só não entendi a parte do assessor de imprensa... Você fala da profissão como se assessor não fosse jornalista propriamente dito. Discriminação?

Duda Rangel disse...

Vou pesquisar, Bruna. Valeu pela observação.
Thais, não tenho nada contra assessor, não. De verdade. Eles ajudam muito o trabalho dos jornalistas de redação. E, claro, há muitos assessores formados em jornalismo.
Abraços.