quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Crise existencial


De onde vim e pra que pauta irei?

Existe vida após um dia de trabalho de 14 horas?

O jornal impresso vai mesmo acabar em 2012?

Onde estava Deus na hora em que decidi prestar jornalismo?

Por que a liberdade vem sempre pela metade?

Por que o tempo passa mais rápido quando a gente tá atrasado?

Qual o sentido da faculdade de jornalismo? Pra lá ou pra cá?

O que é felicidade? Uma manchete assinada? Uma porção de calabresa?

Deus está vivo? Roberto Marinho é o Deus? Roberto Marinho está vivo?

Ser assessor de imprensa ou não ser?

Se existem perguntas sem resposta, por que o meu editor me enche tanto o saco?

6 comentários:

Isabela Gasparino disse...

"Se existem perguntas sem resposta, por que o meu editor me enche tanto o saco?"
♥ sensacional...rsrsrs

Gustavo Ferreira disse...

Por quê? Junto ou separado? Porquê? Porque? Por quê?

JD - João Damasio disse...

eita q eu me ferro nessas perguntas "ser assessor de imprensa ou não ser"

Amanda Souza disse...

"Onde estava Deus na hora em que decidi prestar jornalismo?"
Sempre me faço essa pergunta!

Duda Rangel disse...

O que não falta por aí é pergunta sem resposta. É bom. Faz a gente pensar. Abraços.

Tiago Nascimento disse...

Mutcho bom mesmooooo. Ai ai ai "Onde estava Deus na hora em que decidi prestar jornalismo?"