quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Sobre dores, coisas boas e uma despedida


“O jornalista é, antes de tudo, um forte”
(Euclides da Cunha)


Quem já teve pedra no rim (meu caso) ouviu alguém falar que a dor da danada se mexendo é pior que a dor do parto. E a dor de ser jornalista, como é? É pior que cólica renal. Porra, então vamos desistir desta profissão, vocês vão dizer. Sofrer pra quê? Mas não se foge da dor. Ela faz parte da vida. Para ser jornalista – assim como para viver – é preciso conviver com a dor, ser mais forte que ela. Defendo até que as faculdades de jornalismo, além dos estúdios de rádio e TV, tenham um Laboratório da Dor, para simular sensações como a perda do emprego, da liberdade, das ilusões, dos cabelos.

O ano de 2011 foi doloroso para os jornalistas por velhas razões. Passaralhos, violência, desrespeito. O diploma, tadinho, seguiu marginalizado. Deu até entrevista para o blog revelando, por exemplo, que tentou o suicídio. Mas sobrevivemos. Sempre sobrevivemos. Só quem é capaz de suportar a dor é capaz de saborear as coisas boas da vida e dessa nossa profissão maluca. E posso garantir: são muitas as coisas boas pra gente saborear!

Que em 2012 a gente continue mais forte que qualquer dor.

Quero agradecer aos leitores fiéis que prestigiam meus textos neste blog, aos que dão uma passadinha de vez em quando, aos que postam comentários, aos que comentam só em pensamento, aos que mandam mensagens carinhosas, aos que discordam do que escrevo, aos que divulgam meus escritos por aí, aos que choram, aos que riem.

O blog entra em férias e volta a ser atualizado em 16 de janeiro. Neste período de hibernação, vai rolar o “Desilusões perdidas Retrô” no Facebook e no Twitter, com os melhores (ou piores) posts de 2011. A quem estiver na área, é só ficar ligado. Ano que vem, tem mais. Valeu, amigos, vocês são a razão deste blog! Feliz ano novo! Duda.


PS: Não sei se o mundo acaba mesmo em 2012, mas, se acabar, torçam para não estar de plantão. Porque, acreditem, cobrir o apocalipse vai ser muito foda.

46 comentários:

Giovana Damaceno disse...

É mesmo um paradoxo interessante: a dor nos torna melhores, sempre.

Thays Petters disse...

Duda, eu sou daquelas que sempre comenta em pensamento. Sabe como é, fazer login no blog é meio cansativo, perde tempo e atrasa a pauta! haha
Mas hoje é diferente. Quero deixar meus parabéns por esse blog tão lindooo e que enriquece minha vida!
E que 2012 venha com boas notícias, do nosso diplominha por exemplo!!
Feliz natal querido! Porque eu, vou trabalhar no dia 25. Gueeeenta!

Maria Clara Carvalho disse...

Duda, sou da turma que replica seus posts e hoje, decidi comentar aqui.
Quero desejar a você e aos demais leitores um ótimo natal e um 2012 com trabahos bacanas e prosperidade. Jornalismo é dor mesmo!
bjos

Ricardo Welbert disse...

Duda Rangel é genial!

Renata Reis disse...

Você é o CARA!!!!

Raíssa disse...

Também sou da turma que comenta só em pensamento e compartilha seus textos nas redes sociais.
Mas acho válido comentar que a descoberta do seu blog também me ajudou a descobrir um pouco mais sobre a profissão e todas as coisas boas (ou não tão boas assim) que vêm com ela.
Devo agradecer pelas risadas e pelo prazer que a leitura me proporciona!
Sou, definitivamente, uma enorme admiradora!

Parabéns!

Clara Marinho disse...

Faço parte de duaS turmas, "comenta em pensamento" e "divulga". Mas hj tive que comentar. Que em 2012 vc continue com essa sensibilidade duca que Deus te deu. Que continue escrevendo verdades e ironias, sem paradoxo, que alegrem nosso dia e nos trazem diversão e reflexões. Parabéns pelo seu blog, parabéns pelo raciocínio. Se pudesse te mandar um cartão de Natal, a frase seria: vc é muito foda!

Aproveita as férias que nem todos os jornalistas tem essa mesma vida mansa... ainda bem que eu tenho!

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog, ele é excelente. Adoro o seu trabalho. Bom descanso e boas festas. Felicidades!

Ana Paula disse...

Duda, sou da galera que comenta no facebook, mas hoje vc merece um comentário aqui. 2011 foi um ano cheeeeio de coisas, mas mais uma vez mostramos que aguentar dor é um ato extremamente jornalístico. Que 2012 sejamos ainda mais fortes!
Muito obrigada por esse blog maravilhoso!

Cheers!

Márcia Fabiana disse...

Como sempre criativo. Mas, desta vez...acalentador...jornalismo é amor e orgulho!
Obrigada por sempre me animar e ver que vale a pena seguir adiante!
Beijos, abraços carinHosos e BOAS FESTAS!

Kethylin Pinheiro disse...

Boas Férias e Festas, Duda. Esperamos que volte com mais força e criatividade do que nunca em 2012. Até breve. Desilusões Perdidas - já estamos ansiosos para o próximo post ;)

Juliana Tavares disse...

Olá Duda! Eu entro naquela turma que comenta em pensamento, que divulga seus textos por aí e, é lógica, que sempre ri muito com seus posts!rs

Adoro o seu blog não somente por se tratar da profissão que escolhi mas, principalmente, por me fazer ter certeza de que optei pelo caminho certo - seja ele cheio de pedras ou não - e que não conseguiria fazer outra coisa da minha vida.

Espero ansiosamente pelos novos textos e vou rezar para não estar de plantão no dia em que o mundo acabar hahhahahah

Feliz Natal e Feliz Ano Novo! =)


Um grande beijo!

Kariane Costa disse...

#Adoro Boas festas

Kariane Costa disse...

#Adoro Boas festas

Saionara disse...

PS: Não sei se o mundo acaba mesmo em 2012, mas, se acabar, torçam para não estar de plantão. Porque, acreditem, cobrir o apocalipse vai ser muito foda.

VOCÊ É DEMAIS!!! Feliz Ano Novo e que ano que venha tenha muito mais.

érica disse...

Duda, você é demais!
Parece até que trabalha do meu lado de tão íntimo da minha rotina.

Vou morrer de saudades do blog, mas dia 16 é logo alí, né?

Beijão.

Isis Rangel disse...

Sou daquelas que comenta, curte e compartilha seus posts. Não poderia deixar de fazer isso uma última vez no ano: Muito bom o texto. Ler o blog só me dá mais força pra seguir na faculdade. (:

Boas Festas!

ALINE disse...

Duda, um excelente 2012 e que vc continue nos brindando com essa crônica criativa e bom humorada da nossa sofrida, mas viciante, profissão. Doí, mas somos masoquistas.rsss

Duda Rangel disse...

Muito obrigado a todos que se manifestaram. Que venha 2012! Beijos e abraços! Duda :)

Anônimo disse...

Olá Duda,

Férias, cara.Então a vida não e tão sofrida assim. E estar de plantão pra cobrir o fim do mundo ou apocalipse, que seja é D+.

Que venha 2012, pero que vienga manso ha ha ha

Jordana Flávia disse...

Oi Duda!

Estamos chegando ao final de mais um ano e com isso paramos para transmitir à família, aos amigos, aos colegas e conhecidos desejos que queremos lhes passar o ano inteiro e às vezes não fazemos. Tirei um tempinho pra pensar em cada pessoa especial neste final de ano e deixei para todos que fazem parte da minha vida uma linda mensagem com os meus desejos de Natal! Clica no link abaixo pra ler!

http://belezaaprendiz.blogspot.com/2011/12/meus-desejos-de-boas-festas.html

Foi muito bom conviver com vocês em 2011, perto ou longe, vendo uma vez ou mais, conversando pessoalmente ou pela internet, adoro todos vocês!

Muita luz, paz, amor e doçuras para você e sua família em 2012!

Abraço! Continuo seguindo seu blog!

Jordana Flávia.

Olga disse...

Valeu, Duda! Desde que descobri seu blog acompanho-o com grande prazer, e olhe que eu nem na faculdade entrei ainda...Sempre que venho aqui penso no que meus amigos diriam, pois já me acham louca por ter largado o curso de Direito na metade pra tentar o vestibular de Jornalismo, lendo isso aqui então...era hospício na certa!huahua... Parabéns pelo seu talento, vc é realmente incrível.

Anônimo disse...

Duda,

Sou da turma dos que comentam mentalmente e discute com os amigos. Também indico o blog pra outras pessoas.

Você escreve muito bem e tem um humor genial. Fiz uma coisa que nunca faço em blogs: cadastrei meu e-mail para receber atualizações do "Desilusões perdidas".

Este blog, realmente, vale a pena ser lido.

Gosto de rir por aqui.

Grande abraço!

Manassés de Oliveira
Jornalista
Picuí-PB

Duda Rangel disse...

Anônimo, são férias sem remuneração, coisa de pobre... rs
Jordana, Olga, Manassés, muito muito agradecido!
Abraços

A viajante disse...

"Mas não se foge da dor. Ela faz parte da vida."

Adorei isso, Duda!

Feliz 2012. Continue forte... um abraço.

Renata Moraes disse...

Adoro seus posts! Tem tudo a ver!!

Duda Rangel disse...

Valeu, Renata.
Viajante, feliz 2012 para você também. Força a todos nós.
Beijos.

Vanessa Bencz disse...

Legal Duda, bom descanso e até 2012.
http://garotadistraida.wordpress.com

Leandro Silva disse...

Duda, obrigado pelo blog! Obrigado pela maneira ímpar de falar sobre jornalismo. Só posso desejar sucesso e mais sucesso. Você é foda!!!

Talita Cruz disse...

Olá Duda! Passando só para agradecer pelos textos, risadas e reflexões que vc me proporcionou nesse ano. Conheci seu blog no meu primeiro ano de faculdade, e ano que vem me formo. Ou seja, vc fez parte de toda essa luta e de todas as minhas crises existenciais..rsrs. Não sei se vou conseguir realizar meus humildes sonhos trabalhando nesse área, mas o jornalismo me trouxe uma coisa boa, que foi ter "conhecido" vc. Muito obrigada e nos vemos em 2012" Bjuus

avessoereverso.wordpress.com

Andréia Lopes disse...

Obrigada, Duda!
Que em 2012 possamos encontrar e transformar estas disilusões perdidas.
Alcançando sucesso na nossa profissão!
Forte abraço!

Duda Rangel disse...

Obrigado, Vanessa. Até breve.
Leandro, sucesso pra ti também.
Talita, companheira de longa data, adorei teu depoimento. Fiquei muito feliz em saber que faço parte da tua trajetória no jornalismo. Tudibão em 2012.
Andréia, que no próximo ano a gente tenha muitas conquistas.
Abraços.

Ennio disse...

O título da matéria não ficou bom, repórter!! Pode cortar e fazer outro!

Porque quando eu li "despedida" doeu o coração de pensar que tava desativando o blog! Sempre passo por aqui e morro de rir! Parabéns, Duda! Continua escrevendo em 2012 e muito sucesso!

Duda Rangel disse...

Legal, Ennio. Dia 16 tem post novo. A gente se encontra por aqui. Abraço.

Manu Zambon disse...

Tardio, mas a tempo. Vc é DEMAIS! Boas férias.

Duda Rangel disse...

Valeu, Manu.

Anônimo disse...

Boas férias Duda, que você volte bem mais animado do que como voltei hoje ao trabalho! Estou em crise com o jornalismo, meio desesperançada, e para um começo de ano acho que isso não é nada bom né.
Adoro seu blog e sei que jamais deixarei de ler. Parabéns pela criatividade de sempre!

Duda Rangel disse...

Obrigado, Anônima. Que você resolva sua crise com o jornalismo em 2012. Abração.

Memórias do meu £u disse...

Olá Duda! Como está sendo seu 2012? Curti muito esta postagem.. Concordo com o 1º comentário do mesmo, por Giovana Damaceno '..Paradoxo interessante: a dor nos torna melhores, sempre.'
Obrigada pela visita em meu Blog! =D
Tenha um ótimo Domingo! Abraços!

Duda Rangel disse...

Oi, Aline, obrigado pela mensagem. Um ótimo 2012 para você. Beijo.

Ana Luiza disse...

Se passar no vestibular vou começar a fazer o curso de jornalismo esse ano. Desde que me conheço por gente sempre falei que queria ser jornalista. Conheci o blog hoje e ele só me deu certeza de ter feito a escolha certa. Apesar de tudo que parece ser ruim, vejo que quem escolheu a profissão não se arrependeu. Deve ter alguma coisa aí.

Duda Rangel disse...

Ana Luiza, com certeza, tem coisa aí. Sucesso pra ti.

Tiago Nascimento disse...

Amei os textos que vi até agora. Não conhecia o Blog, mas já me apaixonei por ele. Parabéns!

Duda Rangel disse...

Oi, Tiago, fico feliz em saber que você gostou do blog. Obrigado por escrever neste e em outros posts. Li todas as mensagens. Sinta-se convidado a voltar sempre. Abração.

Morgana disse...

Cara, te acompanho há um bom tempo já. E se não sou dos primórdios mesmo, acredito ter lido a maioria dos seus posts. Antes - quando eu ainda era caloura e não tinha trabalhado numa redação - eu ria pra caralho com suas sacadas fantásticas, mas, logo depois, batia um desespero. Desespero diante da possibilidade de não conseguir, de ser "obrigada" a desistir e de ter que enfrentar todas essas coisas que cê tanto fala. Eu ainda não sabia como é ser jornalista. Eu tinha ideia da coisa, das dificuldades que me esperavam, mas ainda não tinha vivido nada, logo não poderia ter essa paixão nem todo esse humor daqui, sabe? Eu não sabia como rir com os seus posts sem ter aquela vontadezinha de chorar também. Hoje, com alguma experiência nas costas, acabei descobrindo que, como cê disse, a gente sobrevive (sobrevive mesmo, né?) e acaba “sendo capaz de saborear as coisas boas da vida e da nossa profissão maluca”. E agora posso vir aqui e ficar só com os risos que você me traz. Sem a vontadezinha de chorar – essa eu guardo pros tempos de crise existencial e pá. Talvez você tenha sido pra mim aquela partezinha teórica do Laboratório da Dor, sabe? Além de um ótimo companheiro nos dias tranquilos lá na redação.

O que você faz por aqui é bem bom, viu?! E espero que você realmente se divirta tanto quanto a gente nesses posts. :)

PS: Acho que nunca te deixei um comentário, mas, ocasionalmente, te peço abraços no Twitter, lembra? hahahaha De qualquer forma, não pude ficar "indiferente" a esse post e quis deixar registrado meus parabéns, meu "feliz ano novo" e tudo o mais.

PS2: "PS: Não sei se o mundo acaba mesmo em 2012, mas, se acabar, torçam para não estar de plantão. Porque, acreditem, cobrir o apocalipse vai ser muito foda." HAHAHAHA Como não te gostar, hein?

Abraços! E, hoje, mando beijos também.

Duda Rangel disse...

Oi, Morgana. Lembro de ti, sim. A menina que sempre pede abraços no Twitter :) Muito legal a tua mensagem. Obrigado pelo carinho, pelas visitas, pelos risos. Sucesso em 2012 pra ti também. Abração.