segunda-feira, 16 de março de 2009

A história do mudinho


Reza a lenda que um apresentador da extinta TV Manchete costumava soltar a língua quando seu telejornal acabava. Enquanto os créditos subiam e rolava aquela musiquinha chata, comum a muitos programas do gênero, o jornalista não economizava nos palavrões, mesmo sob a mira das câmeras. Reclamava de tudo e de todos.

O que era imperceptível para a maioria dos mortais tornou-se uma afronta a um velho espectador do programa, um surdo-mudo capaz de fazer leitura labial. Depois de noites e mais noites de xingatório na telinha, o homem decidiu pedir providências. Escreveu uma carta para a direção da emissora, relatando o fato e cobrando uma ação da casa para acabar com aquela baixaria. Era a sua maneira de botar a boca no trombone.

Na noite seguinte, ao final do telejornal, quando os créditos subiam e a musiquinha já rolava solta, o apresentador voltou-se para a câmera principal. Seus lábios foram cruéis:

– Mudinho filho-da-puta.

4 comentários:

The Ideas of a Vintage Doll disse...

Jornalistas são descendentes diretos de Vikings. Por isso a boca suja. rs

BitterSweet disse...

Ahhh o mudinho tava era ressentido, só pq nao podia xingar também! =P

AoxomoxoA disse...

Sensacional!

Day Pinheiro disse...

Hahahahahaha
AdooooooRO!
Cara, você ainda vai me fazer um grande favor! Rá. To sentindo isso.