sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Saudade (poema do jornalista desempregado)


Saudade dos tempos de redação
Do café salvador das madrugadas
Das vozes ao telefone misturadas
Das tantas matérias apuradas.

Saudade dos tempos de redação
Do sofrer, tensão, xingamento
Do suspiro após fechamento
Do pedido em vão de aumento.

Saudade dos tempos de redação
Da chegada apressada da rua
Da piada mais tosca e chula
Do sonho com a foca nua.

Saudade dos tempos de redação
Da falta total de rotina
Dos planos pro boteco da esquina
Do rir da própria sina.

Da sina.


Já comprou o livro do Duda Rangel? Conheça a loja aqui, curta, compartilhe. Frete grátis para todo o Brasil.

11 comentários:

Johnatan Castro disse...

O poema reflete a paixão de todos nós que amamos essa profissão! Mesmo com todas as dificuldades, não há como deixar essa vida, ou sina, de lado. Parabéns Duda, já sou um grande fâ dos seus textos e do seu blog!! Grande Abraço!

Mariana Serafini disse...

Saudades da redação que ainda não tive!

muito bom, Duda!

bjs

Everton Maciel disse...

Chorei. Sério.

Suyane disse...

Ah, saudades da redação...
Quando eu chamava defunto de presunto
Quando dizia: "a gente ganha pouco mas se diverte"
Quando falava mal do chefe
Quando pentelhava o colega
Quando era a persona non grata
Quando ia comer o filé após coletiva
Quando a foca me estressava
Saudades da redação, do tempo "bão" que não tenho mais.

Adorei o poema do desemprego. Tenho saudades de tudo o que vc disse e um pouquito mais. Parabéns!!!

A viajante disse...

Eita Duda...quanta melancolia, meu deus...eu já te ofereci ajuda, até pedindo pra enviar seu currículo pra facul que trabalho...rs...mas com tantas boas produções, definitivamente, vc já um escritor de sucesso!
Publica logo seu livro, seu desiludido talentoso! Bj

Duda Rangel disse...

Johnatan, meu caro, esta é nossa sina. Volte sempre ao blog.
Mariana, um dia ainda terá!
Everton, foi um choro de tristeza ou de felicidade?
Suyane, grandes lembranças!
Viajante, o livro chegará em breve. Me aguarde.
Abraços e beijos.

Dany Mariah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dany Mariah disse...

"Saudade dos tempos de redação
Do sofrer, tensão, xingamento
Do suspiro após fechamento
Do pedido em vão de aumento."

Um dia eu chego lá...

Parabéns pelo blog, sou fá de carteirinha.

Abração

José María Souza Costa disse...

Eu vim ler o seu blog. E vim lhe convidar a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles Estou grato lhe esperando lá
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Duda Rangel disse...

Chega, sim, Dany, apesar das pedras que vão aparecer no caminho. Sucesso.
José Maria, agradeço a visita. Estou de olho em teu blog também. Abraços.

Annyelle Bezerra disse...

Muito bonito! Me fez sentir saudade!rs